A Importância do Estudo Alinhado à Culinária Pedagógica | Cláritas

A importância do estudo alinhado à culinária pedagógica

Uma das maneiras mais efetivas de diversificar e estimular o desenvolvimento das crianças no processo pedagógico é por meio de atividades que fogem do padrão tradicional de ensino, como, por exemplo, aulas de culinária. Afinal, quando saímos da sala de aula e levamos os alunos para ambientes diferentes, como a cozinha, é possível aprender novos conteúdos e desenvolver diversas habilidades. De forma lúdica e prazerosa, a criança participa de atividades do conhecimento matemático, da linguagem oral e da escrita. A culinária também tem a vantagem de iniciar discussões sobre os mais variados temas.

Por exemplo, por meio de uma aula prática com receitas e identificação de alimentos, é possível estimular a leitura de instruções e rótulos com o crescimento do vocabulário. Da mesma forma, a aula de culinária também pode ampliar o raciocínio matemático, por meio da soma de ingredientes, conhecimento sobre medidas, contagem de tempo e temperatura, entre outros aspectos. Aulas de culinária também contribuem para que alunos se familiarizem com as propriedades nutritivas de cada alimento e, consequentemente, adquiram hábitos nutricionais mais saudáveis.

Como os alunos estão colocando a mão na massa, muitas vezes literalmente, essa é uma forma de desenvolver a coordenação motora fina e explorar texturas diferentes.

As crianças também trabalham a memória, a concentração e a paciência nestas atividades. Por exemplo, a memória na execução de receitas é essencial, já que ela envolve uma sequência de ingredientes e de ações que devem ser coordenadas em busca de um resultado comum.

O mesmo ocorre em relação à paciência no preparo de alimentos. Em geral, os resultados não são imediatos e exigem tempo de cozimento ou refrigeração. Além disso, há também o desenvolvimento da concentração nas atividades culinárias, que demandam atenção e foco para acertar medidas, formas de preparo e execução de instruções.

Vivencio na prática todas essas habilidades sendo desenvolvidas nas crianças. Vale lembrar que a culinária marca afetivamente todos nós. Quem não se recorda do cheirinho e do gosto de um bolinho de chuva feito pela vovó ou de um macarrão gostoso feito pela mamãe? Isso tudo, fica registrado na memória e nos corações de nossos alunos.

Thais
Cláritas